Meningite em Crianças – O que é, Sintomas, Prevenção

Anuncie sua vaga.

  

Confira os sintomas, o que é e como tratar a meningite em crianças.

A meningite foi uma doença bastante aterrorizante para os brasileiros, pois aqueles que contraíram a doença estavam expostos à possibilidade de sequelas e até mesmo de morte. Porém, com a vacinação que foi iniciada na última década a situação já não é mais de grande risco.

Estima-se que a cada ano os números caem. Segundo o Ministério da Saúde, foram em média 17.347 casos registrados no Brasil em 2014. Em 2016 o número diminuiu para 12.636. No entanto correm boatos de um surto da doença. Esse não é um fato verdadeiro, pois os casos diminuem a cada ano.

No entanto, devemos considerar que a meningite é uma doença endêmica e que tem épocas de manifestação. É comum que a meningite viral ocorra no verão e que a bacteriana apareça no inverno. Trata-se de uma variação normal e que mesmo dentro dela os números de casos estão cada vez menores.

O que é meningite?

É a inflamação da membrana que recobre cérebro, mais precisamente o sistema nervoso central. Essa membrana é chamada meninges, originando o nome meningite. É considerada grave e muitas vezes fatal. É uma doença causada por bactérias, fungos e vírus, sendo que para cada uma das causas existe um tratamento específico.

Quais são os sintomas?

Apesar das variações da doença os sintomas costumam ser os mesmos e são normalmente confundidos com a gripe. São eles:

· vômitos;

· rigidez no pescoço;

· febre alta;

· dores de cabeça;

· falta de apetite;

· sonolência;

· dificuldade para se concentrar;

· fotossensibilidade;

· convulsões;

· náuseas;

· manchas vermelhas ou rachaduras na pele.

Como se prevenir?




Por ser uma doença viral ou bacteriana ela é transmitida através do contato entre duas pessoas, isto é, da pessoa contagiada com a pessoa livre da doença. Sendo assim, existem alguns cuidados que podem ser tomados para ajudar a se prevenir. São eles:

· Sempre lave as mãos, principalmente quando estiver fora de casa;

· Cubra a boca ao espirrar e tossir;

· Tenha uma boa saúde e um sistema imunológico forte;

· Não compartilhe itens como escova de dentes, cigarro, copos e outros;

· Vacine-se.

Quais são os tratamentos?

Para realizar o seu tratamento é necessário fazer um diagnóstico médico, pois ele irá orientar o melhor tratamento para aquela variação da doença. Em alguns casos de meningite viral é necessário apenas repouso, medicamentos para dor e ingestão de água.

Já em outros casos, como de meningite bacteriana, o tratamento é essencial. É feito através de medicamentos de cortisona, para diminuir as chances de complicações, e também pelo uso de antibióticos intravenosos. Sendo que cada um desses medicamentos receitados varia de acordo com o tipo da meningite que o paciente tem.

Em casos comprovados de meningite fúngica o paciente é tratado através de fungicidas. No entanto, como eles possuem alguns efeitos colaterais, só devem ser receitados quando há a comprovação da infecção.

Quais são os fatores de risco?

As crianças estão expostas ao maior risco por conta da idade e do sistema imunológico. Porém, existem alguns outros fatores de risco, são eles:

· Sistema imunológico baixo ou comprometido por problemas como diabetes, AIDS e uso de drogas injetáveis;

· Grávidas também estão expostas ao maior risco de contaminação pela meningite bacteriana;

· Estar frequentemente em locais fechados e com bastante pessoas como centros urbanos, base militar, albergue e orfanato;

· A meningite viral geralmente afeta crianças com até 5 anos. Já a bacteriana pode atingir adultos de 20 anos. Outras variações da doença podem atingir os idosos.

Portanto, é importante se prevenir contra a meningite, independentemente do tipo. Dessa forma, é possível excluir os riscos e ajudar a erradicar essa doença.

Por David Ferreira

Vacina de Meningite





Deixe uma resposta