Importância da música para o desenvolvimento infantil



O uso das canções vem sendo apontado como uma excelente opção para impulsionar a evolução dos pequenos em diferentes fases da vida.

Constantemente presente na vida do ser humano, a música não serve apenas para o entretenimento e diversão, ela também pode ser uma ferramenta para ajudar no desenvolvimento infantil. Não é de hoje que o uso das canções vem sendo apontado como uma excelente opção para impulsionar a evolução dos pequenos em diferentes fases da vida.

A linguagem musical é capaz de integrar o corpo e a mente, juntamente com a razão, criatividade, sensibilidade e técnica. Esses fatores são imprescindíveis para melhorar a comunicação, consciência corporal, expressão, segurança emocional e socialização.



Confira abaixo como a música pode ajudar no crescimento saudável das crianças!

Contribui para o desenvolvimento cognitivo

Durante a infância, a fase da alfabetização pode ser incentivada a partir das canções infantis, de preferência aquelas que trabalham sílabas repetitivas e rimadas, e auxiliam a criança a compreender o significado de cada palavra ouvida.

A música também aumenta a capacidade de concentração e memória, de modo a estimular o raciocínio lógico e a potencializar o processo de aprendizagem de idiomas. Isso se torna viável, pois a sequência temporal de sons articulados está diretamente relacionado à linguagem.

As canções são o resultado de uma interpretação que ocorre no cérebro. Sendo assim, quanto mais rica e completa for a melodia, consequentemente, mais estímulos mentais a criança terá.



Melhora a expressão e consciência corporal

Por meio da música também pode haver uma sensível melhora na expressão e consciência corporal dos pequenos. Ao ouvir uma canção, os pequenos coordenam os seus movimentos de acordo com os ritmos, o que aprimora a coordenação motora.

Nesse contexto, as cantigas de roda são ótimas para trabalhar com o público infantil. Os seus benefícios são:

· Funcionam como brincadeira e exercício físico ao mesmo tempo;

· Desenvolvem a consciência corporal e a fala;

· Possibilitam que a criança descubra novos universos e temas diversificados, que as ajudam a interpretar os acontecimentos ao seu redor de maneira lúdica.

Para que as crianças explorem os sons com maior facilidade também pode-se usar instrumentos de percussão como, por exemplo, sinos, tambores e triângulos. Além disso, utilizar um gravador para registrar os sons para reproduzi-los posteriormente também melhora a consciência e expressão vocal.

Aumenta a socialização e segurança emocional

Quando ouvida desde cedo, os benefícios da música podem ser sentidos até mesmo antes de o pequeno ingressar na escola. Afinal, as canções confortam, despertam o sentimento de afetividade e estreitam os laços de confiança entre os filhos e os pais — fator indispensável para um crescimento saudável.

Nos primeiros anos escolares é comum que a criança esteja presa ao seu ego pelo fato de conviver pouco com outras pessoas da sua cidade. Assim, ouvir músicas nas atividades da escola facilita o processo de socialização e integração com os colegas de sala.

Exercícios musicais são ótimo aliados para solucionar conflitos de relacionamento, gerar empatia entre as crianças e trabalhar o senso de coletividade e cooperação. Essas atividades são importantes para lidar com a indisciplina, insegurança e timidez, além de aprimorar a expressão das emoções e vontades, o que ajuda a formar a personalidade de cada indivíduo.

Tanto na escola quanto em casa, a música pode ser aplicada em variadas situações de comunicação, como para ensinar a tomar banho, que é hora de ouvir uma boa historinha para relaxar, realizar uma tarefa artística, pedir desculpa para alguém, entre outras coisas.

Em suma, podemos dizer que a música não é um instrumento para fazer a criança ser prodígio, mas sim uma ferramenta para elevar a sua qualidade de vida, promover uma educação pautada na sensibilidade de contemplar a beleza e a capacidade conviver em comunidade, criando valores éticos.

Por Simone Leal

Música para crianças




Deixe uma resposta