Chupeta – Vantagens e desvantagens


  

Muitos pais ficam na dúvida de dar ou não a chupeta para o bebê. Confira algumas informações que vão ajudar a sanar esses questionamentos.

A chupeta é um dos acessórios mais lembrados quando falamos de um bebê. Pois, a esse item remetemos a sensação de calma a um bebê aflito que chora. É muito comum ver alguém dando uma chupeta a um bebê que está chorando ou com sono, pois dessa forma ele fica mais tranquilo, e talvez seja esse o papel da chupeta, ela simplesmente acalma.

Tem alguma explicação para essa sensação da chupeta para os bebês?

Existem duas explicações para esse apego dos bebês com as chupetas. A primeira é que todo bebê desde o ventre de sua mãe, já tem o costume de chupar seus dedos, e isso já foi comprovado inúmeras vezes em imagens de ultrassonografias. A segunda é que o ato de chupar a chupeta lembra ao bebê de quando ele está mamando nos seios de sua mãe ou até mesmo na mamadeira, dessa forma ele pode se acalmar, porém, se ele tiver com fome, essa calma vai passar bem rápido.

Quais as vantagens de dar a chupeta para o bebê?

Muitos pediatras recomendam o uso da chupeta, na maioria das vezes essa dúvida dos pais já é levada ao consultório desde a primeira consulta do bebê. Eles (pediatras) não costumam implicar com o uso desse item. Eles alegam que a chupeta deve ter o bico ideal para cada fase do bebê. Entre todos os benefícios dados pela chupeta, estão esses:

– Ajuda a acalmar o bebê quando está com sono ou longe da mamãe

– O uso da chupeta diminui o risco do seu bebê ter a síndrome da morte súbita infantil

– Colocar gotas de remédios sem que o bebê perceba e facilite que ele absorva

Quais as desvantagens de dar a chupeta para o bebê?

Assim como existem pediatras que autorizam o uso da chupeta para seu bebê, existe uma parte desses profissionais que não gosta muito desse acessório, dando a certeza que ele é totalmente dispensável. Existem profissionais que condenam a chupeta por ela causar problemas no formato e crescimento dos dentinhos do bebê. Mas muitos pais afirmam que vale o risco, por tudo que a chupeta ajuda na rotina do bebê, e essa opinião é bem relativa e varia muito de cada profissional. O ideal é fazer um teste e ver o que é melhor para seu bebê. Veja outras desvantagens de dar a chupeta para seu bebê:

– O uso contínuo da chupeta pode atrapalhar a amamentação do bebê. Pois ele pode desaprender a mamar no bico dos seios dependendo do formato da chupeta.

– Despertar do sono em horários errados quando perceber que a chupeta saiu da sua boca, e isso costuma acontecer muito no sono da noite e pode deixar o bebê completamente estressado.




– Aumentar o risco de infecções para o bebê, pois normalmente a chupeta costuma cair no chão algumas vezes, e se ela não for higienizada corretamente, o bebê pode pegar algum tipo de micose na região da boca ou até mesmo alguma infecção.

Dicas importantes para quem vai dar chupeta ao bebê

A chupeta pode parecer um item bem nocivo à vida do seu bebê, porém, é preciso um pouco de cuidado para quem realmente vai permitir que ele use este item por diversas horas por dia.

Veja abaixo as principais dicas sobre chupeta:

– Compre chupetas de marcas de qualidade, mesmo que o valor esteja acima da média, a segurança do seu bebê vem em primeiro lugar.

– Tente higienizar a chupeta lavando com água fervida pelo menos uma vez ao dia, de preferência na parte da manhã.

– Compre chupetas de acordo com a idade do seu bebê, assim evita problemas futuros.

Não demore a tirar a chupeta do seu bebê

A idade ideal para se tirar a chupeta do seu bebê é até 2 anos de idade. Apesar de muitos pais acreditarem que a hora certa disso acontecer é uma decisão pessoal. Estudos afirmam que crianças maiores de 2 anos que usam chupetas podem se tornar inseguras.

Siga essas dicas e não sinta medo de permitir que seu bebê use chupeta!

Por Cristiane Amaral

Chupeta


Compartilhar este Artigo



Post Comment